19 de mar de 2014

ESCOLA RURAL

A TRAJETÓRIA DA ESCOLA RURAL
Benito Barbosa Izolan
Prof. História anos 50/60/70
Transcorria o ano de 1952. A Estação Experimental da Secretaria de Agricultura situada em Osório estava se transferindo para o Distrito de Maquiné. Uma série de prédios e instalações ficavam à disposição do Governo do Estado para serem utilizadas em outras atividades. A Secretaria de Educação e Cultura do Estado tomou conhecimento da disponibilidade deste patrimônio. Através da ação pronta e decidida do Prof. João Pedro dos Santos, Superintendente do Ensino Rural, ficou determinada a instalação de uma Escola Normal Rural em Osório.
Já no primeiro semestre de 1952, a Secretaria de Educação designava o Prof. Juraci Jaques Pasquotto para orientar as reformas dos prédios que serviriam para instalar a nova unidade de ensino. Em julho, começava a funcionar a Escola Normal Rural que por dois decênios formou professores rurais em cursos regulares e em cursos intensivos. Toda uma geração de mestres, aqui formados, marcou com seu trabalho os rumos da educação rural no Rio Grande do Sul. O trabalho pioneiro do Prof. Juraci prolongou-se por quase toda a década dos anos cinqüenta.
Por breves períodos exerceram a direção os professores André José Fauri e Antônio Denny Gubert, no ano de 1959, deixando um bom saldo de realizações.
A partir de 1960, assumiu a direção o Prof. Romildo Bolzan que, num período de quatro anos, dinamizou a escola, construiu o Parque Esportivo e o prédio que seria ocupado pelo Instituto de Educação Rural, um conjunto arquitetônico adequado a um ensino moderno.
Em 1964, na gestão do Prof. Luiz Carlos Ehlers, foi inaugurado pelo Presidente Castelo Branco o novo prédio e foi criado o Instituto de Educação Rural em substituição à antiga Escola Normal Rural.
Em 1967, assumiu a direção o Prof. Francisco Fanfa Andrade que completa as instalações do prédio com novos equipamentos e cozinha moderna. Na sua gestão, também se implanta uma pioneira reformulação pedagógica.
Em 1972, assumiu a direção o Prof. David Clemente Aumont, que consolida o Curso Fundamental e dá início ao curso Técnico em Agropecuária e ao Centro de Treinamento de Professores.
Durante o ano letivo de 1977, foi comemorado na “Rural” os 25 anos do Instituto de Educação Rural “Ildefonso Simões Lopes”.
Nas últimas décadas de sua história, a Escola Ildefonso Simões Lopes, carinhosamente denominada de Escola Rural, tem se destacado não só na formação profissional de jovens da região Litoral Norte do Rio Grande do Sul, através de seus cursos regulares como também desenvolveu cursos destinados a adultos, professores leigos alcançando outros municípios não litorâneos da serra e dos campos de cima da serra. A Rural tem desenvolvido atividades propiciando aos jovens sua descoberta profissional, científica, literária e seus dons artísticos.
Desenvolve atualmente os cursos de Ensino Médio, Curso Técnico em Agropecuária, em regime de internato e iniciou neste ano o novo Curso Técnico em Meio Ambiente.
A Escola Rural hoje se tornou um agente transformador desenvolvimentista da Região Litoral Norte e regiões adjacentes.

Nenhum comentário: