16 de abr de 2014

FORMAÇÃO PROFESSORES ESCOLAS TÉCNICAS RS



PLANO DE TRABALHO

EVENTO: Formação Continuada de Professores das Escolas Técnicas Agrícolas do RS

AÇÃO: Encontro de Formação de Professores e de Acompanhamento e Avaliação do Projeto Transição Agroecológica nas Escolas Técnicas Agrícolas do Estado do RS.

DIAS: 10 e 11 de abril de 2014

LOCAL: Osório – Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Simões Lopes

TIPO DA AÇÃO: Formação de professores das Escolas Técnicas Agrícolas do RS

DEMANDANTE: Secretaria da Educação/DP/CGMEP/NEP

CONTATO: Iara Aragonez, Fritz Roloff, Maria de Guadalupe, Neusa Herbert.
________________________________________________________________________
JUSTIFICATIVA DA NECESSIDADE DA AÇÃO
Em 2013 foram realizadas três etapas de formação com professores das escolas técnicas agrícolas.

A primeira foi no formato de encontros macrorregionais, tendo sido realizados seis encontros, cujo debate foi centrado nos seguintes pontos: Socialização das Práticas vigentes nas escolas – pedagógicas e produtivas; Contextualização da Agricultura no RS, no BR e no Mundo - Paradigma Hegemônico de Produção; Contraposição ao Modelo Hegemônico – Como a Escola pode e deve contribuir nesse processo; Transição Agroecológica; Currículo Integrado e a Pesquisa.

A segunda propiciou a participação do GT Transição Agroecológica em atividades como Feira de Sementes Crioulas em Canguçu; Expointer; Fecitep; Congresso Internacional de Agroecologia.

A terceira etapa consistiu no repasse de recursos financeiros para as escolas aplicarem em um Projeto que refletisse o processo de transição estabelecido a partir das formações. Ou seja, implantar tecnologias de acordo com os princípios da sustentabilidade para potencializar os processos produtivos e pedagógicos, na perspectiva do aprofundamento da transição agroecológica e da integração curricular.

OBJETIVOS:
Aprofundar a formação teórica em temas relacionados à sustentabilidade, em particular a agroecologia;
Acompanhar e avaliar a implantação do Projeto de Transição Agroecológica nas escolas, em particular, a qualidade dos investimentos financeiros realizados nesse contexto; 
Acompanhar e avaliar a integração curricular, ou seja, em que medida o processo de transição está refletindo e interagindo com o currículo, o que inclui as linha e temas de pesquisa.
FOCO CENTRAL:
Conceitos relacionados à sustentabilidade, agroecologia, planejamento participativo, redes de cooperação, pesquisa.
PÚBLICO-ALVO:
 Escola Estadual de Ensino Médio Ildefonso Simões Lopes (2 Cursos); Colégio Agrícola Estadual Daniel De Oliveira Paiva – CADOP de Cachoeirinha (1 Curso); Centro Estadual de Educação Profissional Visconde de São Leopoldo – Unidade de São Leopoldo (2cursos); Centro Estadual de Educação Profissional Visconde de São Leopoldo – Unidade de Capela de Santana (1curso); Escola Estadual Técnica de Agricultura - E.E.T.A. (2 Cursos). O número total de participantes das escolas e CRES será de 59 professores.
Por Escola: Diretor (a), Coordenador (a) Pedagógico (a), Responsável pelo Seminário integrado, 2 Técnicos Agrícolas, os 2 representantes do GT e mais 3 Professores de cada escola, com reconhecida contribuição no processo de transição agroecológica estabelecido.
Por CRE: coordenador pedagógico, assessor da educação do campo e o assessor da educação profissional.

 

 

 

 



 
 
 
 

Nenhum comentário: